Sem dinheiro para pagar décimo terceiro de rodoviários, Sinetram sugere parcelamento e contraria categoria

No início do ano o valor da tarifa de ônibus do transporte coletivo de Manaus foi reajustado de R$ 3,30 para R$ 3,80, mesmo assim empresários dizem que falta dinheiro.
16/11/2017 14h45 - Atualizado em 17/11/2017 17h34
Foto: Reprodução

Redação AM POST

O Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Estado do Amazonas (Sinetram) informou que não tem como quitar o décimo terceiro dos rodoviários de Manaus que deverá ser pago a partir do dia 30 de novembro – data limite de acordo com a legislação para que os empregadores paguem 50% do valor referente ao benefício. O órgão participou na manhã desta quinta-feira (16) de uma audiência na Superintendência Regional do Trabalho (SRT), com representantes do Sindicato dos Rodoviários.

“Não temos como pagar o décimo terceiro. A nossa receita já está difícil para pagar o salário dos trabalhadores. Estamos negociando junto ao Sindicato dos Rodoviários outras possibilidades, eles vão analisar junto com a categoria”, disse o assessor jurídico do Sinetram, Fernandos Borges.

No início do ano o valor da tarifa de ônibus do transporte coletivo de Manaus foi reajustado de R$ 3,30 para R$ 3,80, mesmo assim os empresários dizem que falta dinheiro.

O parcelamento dos valores do décimo terceiro dos trabalhadores foi uma das alternativas apontadas pelo Sinetram, porém, o tesoureiro do Sindicato dos Rodoviários, Josildo de Oliveira, que participou da reunião, destacou que os trabalhadores não aceitarão essa possibilidade.

Por conta do impasse do pagamento a categoria não descarta que haja paralisação.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso