Vereador de Manaus é investigado pelo Ministério Público por acusação de manter ‘assessora fantasma’ em seu gabinete

Segundo o MP-AM, são investigados os “possíveis atos de improbidade administrativa”.
20/11/2017 17h16 - Atualizado em 21/11/2017 17h43
Foto: divulgação

O vereador de Manaus Professor Fransuá (PV), está sendo investigado pelo Ministério Público Estadual do Amazonas (MPE-AM), por acusação de que o parlamentar manteve uma ‘assessora parlamentar fantasma’ em seu gabinete. A portaria de instauração do inquérito foi publicada no Diário Oficial do MP-AM na última quinta-feira (16).

Segundo a publicação, a servidora em questão é Fabiola Alessandra Cavalcante da Cunha. Ela foi nomeada em fevereiro deste ano, exonerada em junho e ocupou o cargo de Assistente Parlamentar Comissionado (APC).

Segundo o MP-AM, são investigados os “possíveis atos de improbidade administrativa”, no âmbito do gabinete” do vereador do PV, “em razão do recebimento de remuneração sem a devida contraprestação laboral por parte da servidora”.

O vereador informou que tem como provar que a servidora trabalhava sim na CMM. Segundo o parlamentar, Fabiola move um processo contra uma pessoa, que agora, em retaliação, estaria tentando prejudicá-la por meio da denúncia ao MP-AM.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso