Vereadora Joana D’arc é acusada de exploração e de manter funcionários fantasmas em seu gabinete

Uma ex-funcionária da vereadora decidiu quebrar o silêncio e expor os podres de seu gabinete.
08/11/2017 14h52 - Atualizado em 9/11/2017 17h58
Foto: Reprodução

O gabinete da presidência da Câmara Municipal de Manaus (CMM) recebeu na segunda-feira (6) um pedido de investigação contra a vereadora Joana D’arc Cordeiro (PR) por exploração da mão de obra, desvio de função e a acusação de que a parlamentar mantem em seu gabinete supostos funcionários fantasmas.

A ex-funcionária da vereadora, Rose Aguiar, que se diz vítima da parlamentar decidiu quebrar o silêncio e expor os podres de seu gabinete.

No documento de 200 páginas consta, também, que a parlamentar que tem por bandeira a proteção e cuidado com os animais abandonados pelas ruas, estaria cometendo fraude ao instruir sua servidora a vender vacinas, dizendo que arcava com parte do prejuízo.

Exploração
De acordo com Rose na época em que trabalhou como assessora da vereadora viu diversas vezes ela desrespeitar o Estatuto do Servidor que estabelece seus direitos de horário regulamentado por Lei pois, segundo ela, tinha que recolher animais doentes das ruas de Manaus, fora do expediente de trabalho o que incluía o período da madrugada.

Além disso a ex-servidora de D’arc também afirma que fora o desrespeito ao seu horário de trabalho já ficou sem almoçar e sofreu humilhações. “Dormir 1h da manhã, acordar às 4h30 da madrugada, não almoçar pois não dá tempo, mais de 8hs de jornada… chorar com humilhações vindas de pessoas que nem te criaram e não tem capacidade e nem profissionalismo, vale a pena? Pra mim não! Acho que respeito é ótimo, tratar o outro com seriedade também! Infelizmente hoje em dia, aonde vamos, tem pessoas que não fazem curso algum, praticam o assédio moral na cara dura, fazem de tudo com o “pobre coitado” que precisa. Não não… não precisa ser assim” desabafou Rose em sua rede social.

Fantasmas famosos no gabiente
Ainda segundo a denúncia, nomes como o do DJ Evandro júnior e de Gelson Albuquerque, popularmente conhecido pelo programa Alô Amazonas como, “Guma”, estão na folha de pagamento de Joana Darc sem trabalhar em seu gabinete.

Em sua defesa o DJ Evandro júnior disse em suas redes sociais que apesar de estar na folha de pagamento da vereadora não trabalhava em seu gabinete e pediu várias vezes para ser exonerado, pois estaria tendo prejuízos.

CMM
Em nota a CMM informou que todos os servidores da casa trabalham em período integral, e se for constada a irregularidade, a vereadora responderá por quebra decoro e improbidade administrativa.

Redação AM POST


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso Wp: (92) 99344-0505