Amazonino concorda com pedido de demissão de Sidney Leite e o tira do primeiro escalão do governo

Sidney e Amazonino tiveram uma conversa, nesta terça-feira (26), e, sem delongas, o pedido foi aceito.
27/12/2017 15h39 - Atualizado em 28/12/2017 14h34
Foto: Reprodução

O deputado estadual e ex-chefe da Civil Sidney Leite (Pros) deixou oficialmente o primeiro escalão do governo do Estado na noite desta terça-feira, dia 27, após uma conversa com o governador Amazonino Mendes (PDT). A saída de Sidney ocorre cerca de dois meses após ele assumir o cargo e se expandir no Executivo como um “supersecretário” porque além da Casa Civil, exercia uma função de secretário de governo.

Sidney já havia entregue o pedido de exoneração durante a viagem de Amazonino Mendes ao EUA, na semana passada, ao vice-governador e secretário da SSP, Bosco Saraiva (SDD), mas ele não aceitou e deixou para o titular a decisão. Sidney e Amazonino tiveram uma conversa, nesta terça-feira, e, sem delongas, o pedido foi aceito.

De acordo com fontes ligadas ao governador ele já estava mesmo insatisfeito com a postura de Sidney Leite e, ao seu estilo, não apontou ajustes. Deixou Sidney “se queimar”. Na sequência, deixou de prestigiá-lo, o que motivou o pedido de Sidney. Quando começou a fritura, Sidney declarou que “não estava nos planos dele voltar para a ALE-AM”.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso