Ex-secretário da Sefaz Afonso Lobo decide se entregar a Polícia Federal

Ontem, quarta-feira (13), o ex-secretário da Sefaz foi procurado no prédio onde mora, mas não foi encontrado.
14/12/2017 16h08 - Atualizado em 15/12/2017 16h55
Foto: Alberto César Araújo/Aleam

Procurado pela Polícia Federal com mandado de prisão preventiva na operação “Custo Político”, o ex-secretário de Fazenda (Sefaz) Afonso Lobo deve se entregar, conforme informou o advogado dele, Diego Padilha. Na quarta-feira (13), o ex-secretário da Sefaz foi procurado no prédio onde mora, na avenida Mário Ypiranga, Zona Centro-sul de Manaus, mas não foi encontrado.

Afonso Lobo é um dos cinco ex-secretários de Estado que teve a prisão preventiva decretada pela juíza Ana Paula Serizawa na Operação da Polícia Federal “Custo Político”, deflagrada nesta quarta-feira em Manaus e em outros quatro estados.

“Ainda não temos uma previsão da chegada dele, mas sim, ele vai se entregar hoje. Já comunicamos a Polícia Federal, a Justiça Federal e estamos apenas aguardando ele chegar para levá-lo lá (PF)”, disse.

De acordo com o advogado, assim que soube pela mídia sobre a operação, em Humaitá, no interior do Amazonas, onde a família dele possui terras, Afonso Lobo disse que iria se entregar.

O delegado da PF Alexandre Teixeira confirmou ter recebido a informação de que Afonso Lobo se entregaria.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso