José Melo e ex-secretários são liberados de presídio

O ex-governador teve a sua prisão temporária revogada; Afonso Lobo, Pedro Elias e Wilson Alecrim tiveram suas prisões convertidas em domiciliar.
27/12/2017 14h34 - Atualizado em 5/01/2018 17h07
Foto: Divulgação

José Melo (PROS), ex-governador do Amazonas cassado por compra de votos nas eleições de 2014, deixou o Centro de Detenção Provisória Masculino II (CDPM II) na manhã dessa quarta-feira (27) segundo a Secretaria de Administração Penitenciária (Seap). A decisão foi proferida pelo juiz federal Wendelson Pereira Pessoa. O advogado de defesa do ex-governador, Filipe Freitas, preferiu não expor os argumentos utilizados para a liberação.

Na noite de ontem, o juiz Ricardo Salles converteu a prisão preventiva em domiciliar dos ex-secretários Afonso Lobo, da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz/AM); e Wilson Alecrim e Pedro Elias, ambos da Secretaria de Estado da Saúde do Amazonas (Susam).

No último domingo (24), o juiz Wendelson também converteu a prisão preventiva em domiciliar do ex-secretário de Administração e Gestão, Evandro Melo, irmão de Melo. No sábado (23), o ex-secretário Raul Zaidan (Casa Civil), o empresário Mouhamad Moustafa, Keytiane Evangelista e José Duarte dos Santos Filho também foram liberados após Wendelson negar pedido da Polícia Federal para transformar a prisão temporária em preventiva.

O ex-governador tinha sido preso na manhã da última quinta-feira na terceira fase da operação “Maus caminhos”, que apura desvios de verba e fraudes na Saúde do Amazonas. Os ex-secretários do governo José Melo foram presos durante a Operação Custo Político, segunda fase da Manaus Caminhos.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso