Amazonino diz que conseguiu estabilizar contas após cem dias de gestão

Segundo Amazonino o governo repactuou o pagamento de dívidas de governos passados e selou acordo com cooperativas médicas e empresas terceirizadas.
11/01/2018 14h50 - Atualizado em 12/01/2018 16h04
Foto: Divulgação

Ao fazer o balanço dos cem primeiros dias à frente do governo do Estado do Amazonas, Amazonino Mendes (PDT) disse que foi possivel separar o “joio do trigo” e estabilizar as contas. A avaliação foi feita em coletiva de imprensa na sede do governo do Estado, na manhã desta quinta-feira (11).

Segundo Amazonino o governo repactuou o pagamento de dívidas de governos passados e selou acordo com cooperativas médicas e empresas terceirizadas. As dívidas chegavam a R$ 311 milhões. “Ja pagamos R$ 213 milhões na saúde, que estava há cinco meses na caoticidade. Não se pagava as cooperativas médicas. Já estamos colocando o carro nos eixos”, afirmou.

O governador destacou que as expectativas são boas para o ano de 2018, por conta da melhora da economia. “Queremos aumentar a receita. Própria economia está reagindo. A Zona Franca tem a característica de reagir primeiro, da mesma forma que é afetada primeiro. Estamos muito atentos a outras atividades econômicas que vamos desenvolver”, afirmou. Ele também frisou que para este ano, pretende aumentar a receita e estar atento para as secretarias de Saúde, Segurança e Educação.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso