FHC descarta Arthur e diz que o candidato do PSDB para presidência será Geraldo Alckmin

O prefeito de Manaus, Arthur Neto, pressiona o PSDB a escolher o candidato por meio de prévias.
18/01/2018 17h30 - Atualizado em 19/01/2018 15h46
Foto: Reprodução

O ex-presidente da República e líder tucano Fernando Henrique Cardoso bateu o martelo, nesta quinta-feira (18), e anunciou que o nome do PSDB para a campanha à Presidência da República é o governador de São Paulo, Geraldo Alckmin. Segundo ele, não há “risco” de um outro nome no partido disputar a presidência este ano.

As declarações de FHC foram dadas a José Luiz Datena, no programa “90 Minutos, da Rádio Bandeirantes”. “Tem vários que são bons, mas quem tem mais chance nesse momento, quem pode levantar a bandeira, em nome do PSDB, é o Alckmin”, definiu o ex-presidente. O prefeito de Manaus, Arthur Neto, pressiona o PSDB a escolher o candidato por meio de prévias.

Durante a entrevista à Rádio Bandeirantes, FHC também falou sobre o julgamento do ex-presidente Lula, no dia 24 de janeiro, no TRF/4. “Eu espero só uma coisa: que a Justiça seja correta. Qual é a prova e, se tem prova, condena. Se não tem, absolve. Eu não conheço o processo. O juiz vai ter que explicar, fundamentar o voto”.

Arthur Neto sustentou que se Fernando Henrique Cardoso considerar o fator “lealdade”, votará nele durante a prévia do PSDB. “Se levasse pelo critério da lealdade, certamente votava em mim. Eu sustentei o programa de reformas dele (FHC) e o defendi, lutando contra um semideus, que era o Lula, um Deus no meu Estado”, disse.

“Estranho o fato de presidente (FHC) falar que o candidato é o Alckmin, se haverá prévias, que foram marcadas, veja só, pelo próprio Alckmin, que também é candidato à Presidência da República. Se isso for uma atitude correta, perco a noção do que é correto”, afirmou Arthur.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso