Imagens mostram esposa de Melo tentando atrapalhar investigações da Operação Maus Caminhos

A ex-primeira dama foi à sede da empresa Paraguardar com o propósito de levar, esconder objetos suspeitos e atrapalhar as investigações.
04/01/2018 12h56 - Atualizado em 5/01/2018 17h04
Foto: Reprodução

A ex-primeira dama do Amazonas, Edilene Oliveira, esposa do ex-governador José Melo, escondeu objetos alvos da Polícia Federal durante as investigações da Operação Maus Caminhos, que apura um esquema de propina e desvios milionários nas verbas da Saúde do Amazonas. O casal é tratado pelo a juíza Jaiza Fraxe, que decretou prisão, como principal idealizador do esquema descoberto na Operação.

Os dois teriam mandado arrombar boxes alugados por eles na sede da empresa Paraguardar, na avenida Torquato Tapajós, na capital amazonense. Segundo a PF, a ex-primeira dama foi à sede da empresa no dia 23 de dezembro, um dia antes da Polícia Federal, com o propósito de levar, esconder objetos suspeitos e atrapalhar as investigações. A informação consta em um relatório assinado pelo delegado da PF Caio César Cordeiro e direcionado ao delegado federal Alexandre Teixeira.

Segundo o documento, a ex-primeira dama se mostrou “bastante abalada e chorosa” na sede da empresa Paraguardar pedindo acesso aos boxes dela e do esposo mesmo sem apresentar as chaves para abrir os depósitos. “Os boxes tiveram de ser arrombados pelo funcionário da própria empresa, pois a senhora Edilene informou que as chaves haviam sido levadas pela Polícia Federal no dia da Operação Estado de Emergência”.

Ainda segundo a Polícia Federal, Edilene Oliveira retirou algumas caixas semelhantes às caixas de cera encontradas pelas equipes de investigação em outro boxe no local. Para conseguir levar as caixas, a ex-primeira dama contou com a ajuda de um parente dela, um homem que não teve a identidade confirmada e que carregou uma caixa no ombro. Toda a ação deles foi registrada pelas câmeras de segurança da empresa Paraguardar.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso