Juíza decreta prisão preventiva de Melo e da ex-primeira-dama Edilene Oliveira

Os dois devem ser encaminhados para o Centro de Detenção Provisório ainda hoje.
04/01/2018 12h39 - Atualizado em 5/01/2018 10h53
Foto: Divulgação

Redação AM POST

A Justiça Federal decretou, na noite desta quarta-feira (3), a prisão preventiva do ex-governador José Melo (Pros) e da ex-primeira-dama Edilene Oliveira. Na decisão a juíza Jaiza Fraxe, trata o casal como principal idealizador do esquema descoberto na Operação Maus Caminhos, deflagrada em setembro de 2016, que revelou desvios vultuosos em verbas federais destinadas à Saúde no Amazonas.

Edilene Oliveira foi levada à sede da PF na manhã desta quinta-feira (4) após ter a prisão preventiva decretada pela juíza federal Jaiza Maria Pinto Fraxe, atendendo a um pedido do Ministério Público Federal (MPF). José Melo, que já estava preso na sede da PF desde domingo (31), teve a prisão temporária convertida em preventiva e será encaminhado para presídio.

A defesa de Melo e o plantão da PF confirmaram ainda que os dois devem ser transferidos para o presídio ainda hoje. A informação é que Melo deve ser encaminhado para o Centro de Detenção Provisório Masculino (CDPM 2) e Edilene para o Centro de Detenção Provisório Feminino (CDPF).

Segundo a juíza, tanto Edilene quanto José Melo estavam ameaçando testemunhas da Operação Custo Político, a segunda fase da Maus Caminhos, e escondendo documentos suspeitos.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso