Para avaliar habeas corpus, desembargadora pede a Justiça do Amazonas informações sobre prisão de Melo e Edilene

De acordo com o despacho enviado hoje, as informações devem ser repassadas em até 72 horas.
13/01/2018 15h29 - Atualizado em 15/01/2018 16h11
Foto: Reprodução

A desembargadora Mônica Sifuentes, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região de Brasília (TRF1), pediu nesta sexta-feira (12) à Justiça Federal do Amazonas informações sobre a prisão do ex-governador José Melo e da ex-primeira-dama Edilene Oliveira, presos durante a terceira etapa da Operação Maus Caminhos. As informações serão utilizadas na avaliação do pedido de Habeas Corpus ingressado pela defesa de Melo e Edilene na última segunda-feira (8).

De acordo com o despacho enviado hoje, as informações devem ser repassadas em até 72 horas a partir da confirmação do recebimento do pedido do TRF1.

No último dia 4, a Justiça Federal acatou um pedido do Ministério Público Federal (MPF) e decretou a prisão preventiva da ex-primeira dama do Estado do Amazonas, Edilene Oliveira, e do ex-governador José Melo, que já estava preso temporariamente desde o réveillon, na sede da Superintendência da Polícia Federal, em Manaus.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso