Para não perder apoio, Amazonino deve desmembrar Sejel e entregar uma parte ao PPS

Caso o desmembramento da pasta seja efetivado, os presidentes regionais e municipais da sigla devem assumir secretaria.
09/01/2018 17h03 - Atualizado em 10/01/2018 16h24
Foto: Reprodução

Redação AM POST

O governador Amazonino Mendes (PDT) entrou em negociação com a cúpula do Partido Popular Socialista (PPS) para acomodar a legenda no primeiro escalão de seu governo após cobrança de espaço e ameaça de rompimento de aliança feita na eleição suplementar. Segundo informação divulgada pelo portal BNC a reunião aconteceu nesta segunda-feira (8) com o intuito inicial de desmembrar a Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel).

O conteúdo da reunião feita com o presidente da sigla, Elcy Barroso, foi que a secretaria seria dividida entre Juventude e Esporte/Lazer e a legenda ficaria com a primeira parte. Caso o desmembramento da pasta seja efetivado, dois nomes estão cotados para assumir a Secretaria da Juventude, que são o do presidente municipal, Manoel Almeida, do presidente regional da legenda, Elcy Barroso.

Manoel Almeida já fez dura oposição a Amazonino e foi o criador do movimento ‘Fora Negão’. Ele chegou a queimar um boneco do cacique quando ele era Prefeito de Manaus para protestar contra sua gestão.

Atualmente a Sejel é gerenciada pela secretária, Janaina Chagas, que teria conseguido o cargo por meio de mentiras ao dizer para Amazonino que tinha influencias em Brasília e na verdade não conhecia nem mesmo os assessores do ministro do Esporte, Leonardo Picciani (PMDB). Janaina deve continuar com titular da Secretaria de Esporte e Lazer.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso