Polícia suspeita que ex-presidente da Câmara de Parintins tenha sido vítima de execução

A vítima levou dois tiros, um na cabeça e outro no pescoço. Após o crime, os dois atiradores fugiram.
22/01/2018 16h32 - Atualizado em 24/01/2018 11h16
Foto: Reprodução

O ex-vereador e ex-presidente da Câmara Municipal de Parintins, Everaldo Batista, foi assassinado a tiros na manhã desta segunda-feira (22) na sala da casa onde morava, na rua Itapiranga, no bairro Palmares, no próprio município de Parintins, distante a 369 quilômetros de Manaus.

Como nada foi levado da casa nem do comércio, a suspeita da polícia é de que Everaldo tenha sido vítima de uma execução. Imagens das câmeras de segurança do estabelecimento comercial vão ajudar nas investigações.

Os assassinos efetuaram quatro disparos contra Everaldo, mas apenas dois o acertaram, sendo um na cabeça e outro no pescoço. Após o crime, os dois atiradores fugiram. O ex-vereador chegou a ser socorrido e encaminhado ao Hospital Jofre Cohen, mas não resistiu e morreu na unidade hospitalar.

Até então, o caso ficaria sob a responsabilidade Delegacia Interativa de Polícia (DIP) do município, mas a Secretaria de Segurança Pública (SSP) enviou reforço policial à cidade e deslocou a equipe a Delegacia de Homicídios para investigar o caso.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso