Por 3 a 0, desembargadores do TRF4 mantêm condenação de Lula no caso triplex

O ex-presidente não conseguiu absolvição com recurso contra decisão do juiz Sérgio Moro. Cumprimento só acontece após encerrados todos os recursos cabíveis.
24/01/2018 16h04 - Atualizado em 25/01/2018 11h24
Foto: Reprodução

Os desembargadores da 8ª Turma do Tribunal Regional Federal da 4ª Região (TRF-4) concordaram, por unanimidade, em rejeitar preliminares apresentadas pela defesa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva e de outros réus no julgamento do recurso a que respondem pelos crimes de corrupção passiva e lavagem de dinheiro no processo do apartamento tríplex do Guarujá, no litoral de São Paulo.

O desembargador Victor Luiz dos Santos Laus deu o terceiro voto pela rejeição das preliminares, questões anteriores ao mérito do processo, mas que poderiam anulá-lo, seguindo os votos do relator João Pedro Gebran Neto e do revisor Leandro Paulsen.

Laus agora dá seu voto pelo mérito do processo, que, no momento já tem 2 votos a favor da manutenção da condenação do petista feita pelo juiz Sérgio Moro na primeira instância.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso