Deputado cobra de Janaína Chagas posicionamento sobre Lei do CREF vetada por Amazonino

A lei que obriga as academias a admitirem apenas funcionários formados e certificados foi vetada pelo governador.
08/02/2018 15h48 - Atualizado em 9/02/2018 17h28

Foto: Reprodução


Redação AM POST

O deputado Estadual, Platiny Soares, cobrou nesta quinta-feira (8) na tribuna da Assembléia Legislativa do Estado do Amazonas (ALEAM) um posicionamento da representante da Secretaria de Estado de Juventude, Esporte e Lazer (Sejel), Janaína Chagas, sobre o veto do governador Amazonino Mendes a Lei do Conselho Regional de Educação Física (CREF) nº 228/2017, que obriga as academias a admitirem apenas funcionários formados e certificados.

O parlamentar defendeu a valorização dos profissionais e destacou que, ao vetar o projeto, o governo mostra que não se preocupa os mesmos. O democrata lembrou que o objetivo da Lei aprovada em 2017, é preservar a saúde dos frequentadores de academia de ginástica e musculação, que são expostos ao trabalho de pessoas não especializadas, o que pode incidir em doenças musculares, lesões de alto nível de risco.

Em sua fala Paltiny disse que entrou com requerimento exigindo saber qual a orientação dada pela secretária ao chefe do executivo estadual. “Eu hoje dei entrada no requerimento aqui na mesa, exigindo que a secretária de Esporte se pronuncie sobre qual foi a orientação que a Sejel deu ao governador Amazonino Mendes para que ele vetasse esse projeto de Lei”, disse.

Para Platiny, a postura da secretária vai de encontro à missão da pasta de promover políticas públicas que contribuam com a inclusão social e melhoria da qualidade de vida da população.

O deputado continuou sendo enfático e fazendo vários questionamentos para Janaína responder. “Eu quero que a secretária se pronuncie, porque o governo que ela faz parte vetou uma lei como esse? A Secretária de Esporte em nada tem a ver com isso ? A secretária concorda com esse veto do governador ?”, questionou.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso