ADS confirma Feira de Peixe Permanente após a Semana Santa em Manaus

Uma das novidades vai ser a presença de tratadores, para quem quiser levar o peixe limpo e até sem espinhas para casa por um preço acessível.
07/03/2018 16h03 - Atualizado em 8/03/2018 16h47
Foto: Reprodução/Internet

A Agencia de Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (ADS), responsável pela comercialização de produtos dentro do Sistema Sepror, está na fase final de planejamento para criar uma feira permanente de pescado após as Feiras de Pescado da Semana Santa, realizadas de 27 a 30 de março, em quatro pontos da cidade.

A parceria da ADS com produtores de peixes resulta em pescado novo e barato para os consumidores. Na semana da Páscoa, serão disponibilizadas pelo menos 60 toneladas de peixes das espécies pirarucu, tambaqui e matrinchã.

“Do produtor direto para o consumidor. Quatro pontos de venda para garantir o peixe da Semana Santa da população e depois um ponto fixo durante todo o ano em um local que ainda vamos definir”, revela o presidente da ADS, Lúcio Flávio do Rosário. “Isso é bom para quem cria peixe e também para as famílias. Isso é amor à causa pública“, frisa.

Nos dias 28, 29 e 30 as feiras funcionarão das 7h às 21h, em quatro pontos distintos: Centro de Convivência Padre Pedro Vignólia na Cidade Nova; Feirão da Sepror, Torquato Tapajós (antiga Expoagro); avenida do Samba, atrás do Sambódromo, no Alvorada, e no Centro Social Urbano (CSU) do Parque Dez. No dia 27, primeiro dia, a feira iniciará as 16h.

“Além dos nossos peixes, teremos os processados em forma de postas e filés e ainda os quelônios, regularizados, como determina a legislação”, explica o titular da ADS.

Outra comodidade para os consumidores será a presença dos tratadores, para quem quiser levar o peixe limpo e até sem espinhas, por um preço equivalente ao praticado nos mercados de Manaus. A expectativa é que o volume de negócios seja maior do que o de 2017, que foi pouco acima de R$ 600 mil. “Acreditamos que a população mais uma vez vai aproveitar essa oportunidade”, diz Tomas.

Oportunidade de negociação
O planejamento para a Feira de Peixe Permanente foi concluído nesta segunda-feira (5), em reunião conduzida pelo engenheiro de pesca e gerente da Cadeia Produtiva de Pescado da ADS, Tomás Sanches, que também é presidente da Associação de Engenheiros de Pesca do Amazonas.

“O ponto forte da feira é proporcionar a oportunidade da negociação diretamente com o produtor, obtendo um preço justo e um produto de qualidade indiscutível”, explica Tomas. “O contato entre os produtores e donos de restaurante ou cozinhas industriais, para novas parcerias de fornecimento durante todo o ano, também fortalece a piscicultura e o mercado de serviços”, revela.

Curso gratuito
Uma grande novidade neste ano é o curso gratuito de retirada de espinhas oferecido pelos Engenheiros de Pesca da Sepa. O treinamento possibilitará as donas de casa a aprender a técnica e também às pessoas que trabalham com fornecimento de refeições, formando mão de obra para atuar neste mercado de trabalho que é crescente.

Para isso os interessados poderão adquirir seu peixe na própria feira e participar. Serão 60 vagas e ocorrerá na feira realizada no Alvorada, no dia 28, quarta-feira, a partir das 7h. Além dessa novidade, a Sepror estará cadastrando e recebendo solicitações para o fornecimento de alevinos, para os piscicultores interessados e principalmente àqueles que já estão nas feiras, garantindo a Safra de pescado do ano seguinte.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso