Alunos da rede municipal são prejudicados por falta de merenda

As escolas estão encerrando as aulas antes da hora por não haver merendeiras para preparar alimentos.
19/03/2018 14h58 - Atualizado em 20/03/2018 16h12
Foto: Reprodução

Estudantes da rede municipal de ensino de Manaus estão sendo prejudicados desde o início do ano letivo e continuam sendo liberados mais cedo porque algumas escolas não têm merendeiras.

Além de prejudicar o ano letivo das crianças, a falta de planejamento da Secretaria Municipal de Educação (Semed) também prejudica os pais de alunos que precisam sair mais cedo do trabalho para buscar os filhos ou deixam de honrar outros compromissos.

A Prefeitura de Manaus informou que, em virtude do término de contrato com a empresa prestadora de serviço de manipuladoras de alimentos, iniciou em fevereiro um processo licitatório por meio de pregão eletrônico para escolher o novo prestador do serviço. Após pedido de impugnação por parte de um dos participantes, no início do mês de março, a licitação precisou ser refeita, atrasando a conclusão. Atualmente, o processo está em fase de análise das propostas apresentadas, até 21 de março. Caso não haja nenhum novo questionamento por parte dos participantes do pregão, o resultado final com a contratação da empresa deve ocorrer até o mês de abril.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso