Corregedoria cria novo canal para facilitar denúncias de atos ilícitos de policiais

A maioria dos casos pode ser relatada de maneira anônima. Vítimas diretas de atos de violência e outros crimes precisam testemunhar a acusação.
12/03/2018 13h43 - Atualizado em 13/03/2018 15h19
Foto: Divulgação

Corregedoria-Geral do Sistema de Segurança Pública do Amazonas criou mais um canal para denúncias de atos ilícitos de policias Civis, Militares, Corpo de Bombeiros e dos servidores do Departamento Estadual de Trânsito (Detran-AM). A partir de agora, as denúncias podem ser feitas, também, pelo aplicativo de mensagens instantâneas Whatsapp, por meio do número (92) 98227-5900.

Com dez anos de atuação, a Corregedoria apura condutas irregulares de funcionários do sistema de segurança pública. A maioria dos casos pode ser relatada de maneira anônima. Vítimas diretas de atos de violência e outros crimes precisam testemunhar a acusação. “Todo o processo é rigoroso e tem o objetivo de esclarecer os casos e, se for cabível, punir administrativamente quem comete qualquer ato ilegal”, destaca a corregedora-geral do Estado, delegada Íris Trevisan.

Para as denúncias, é preciso apresentar provas e indícios de irregularidade na conduta do servidor. A corregedora destaca que a maioria das denúncias que chega ao órgão não tem procedência comprovada. São situações motivadas pela revolta de pessoas presas em flagrante e de seus familiares com o trabalho policial. Os processos são apurados por exames de corpo de delito, em casos de lesão à vítima, e investigação direta aos servidores denunciados por atos irregulares. Em todos os casos, a vítima é resguardada pelo ato da denúncia.

Punições
Em casos de falha disciplinar de servidores, as punições vão de suspensões de 15 a 90 dias até demissão. Os casos criminais da Polícia Civil são encaminhados para a Unidade de Apuração de Ilícitos Penais (UAIP) e da Polícia Militar para a Diretoria de Justiça e Disciplina (DJD). “Tem muitos procedimentos que são arquivados por não terem o menor fundamento e que são feitos pelos próprios bandidos para incomodar o servidor. Inevitavelmente certas situações acabam acontecendo pela própria atividade do policial”, disse Trevisan.

Cumprindo o papel de investigar e punir maus servidores, o órgão tem ampliado os canais para a população fazer denúncias. A medida é uma forma de garantir qualidade no atendimento de ocorrências, uma vez que situações de desídia ou negligência também são passíveis de punições.

Além da inserção do número de Whatsapp, as denúncias para a Corregedoria-Geral de Segurança Pública do Estado podem ser feitas através do telefone 3652-0793, pelo e-mail [email protected], e ainda diretamente na Corregedoria, que funciona na sede da Secretaria de Segurança Pública, localizada no Shopping Via Norte, na Avenida José Henrique Bento Rodrigues, Nova Cidade, zona norte da capital.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso