Equipe de TV britânica decide fazer documentário sobre “caso Wallace Souza” em Manaus

Família do político disse que finalmente vai poder contar a verdade sobre o caso.
21/03/2018 13h46 - Atualizado em 22/03/2018 15h30
Foto: Reprodução

Cerca de 10 profissionais entre, cinegrafistas, produtores, diretores e sonoplastas participam da captação de imagens e áudios em Manaus, para o documentário internacional que contará um pouco da trajetória, julgamento e morte do ex-deputado estadual Walace Souza.

A equipe mista de profissionais do Brasil e de Londres, trouxe uma vã abarrotada de equipamentos sofisticados para ilustrar com riqueza de detalhes o caso que ganhou repercussão em 2009.

Segundo a diretora executiva do documentário, a brasileira naturalizada inglesa, Suemay Oram, o caso ainda está muito latente na cidade e por isso algumas pessoas ainda têm dificuldades de falar sobre o ocorrido.

“Estamos tratando do caso com muita responsabilidade e usando vários recursos para tentar contar os detalhes desse caso que mexeu com sociedade amazonense e que repercutiu internacionalmente”.

O juiz responsável pelo julgamento à época, Mauro Antony, revelou durante palestra que proferiu na Escola Superior de Magistratura de Amazonas- Esmam, que o “Caso “Wallace”, foi o mais polêmico que participou em toda sua carreira.

“Passei seis anos da minha vida sendo escoltado 24 horas por dia, por conta das constantes ameaças de morte. Minha sentença condenatória teve 420 laudas e exigiu muita dedicação. Esse sem duvida foi um caso que marcou a vida de muita gente”.

Para Willace Souza (23), filho do ex-deputado Wallace Souza, o documentário será uma boa oportunidade de mostrar para o mundo os fatos verdadeiros.

“A família teve pouco espaço na mídia na época. Houve muito sensacionalismo. Já a imprensa britânica, tem um código de ética a zelar. Meu pai foi vítima de uma grande injustiça praticada pelo Estado. Houve uma perseguição ao deputado que mais combatia a corrupção. Nesse documentário, vamos poder mostrar finalmente o nosso lado.”

Francisco Wallace Cavalcante de Souza, conhecido como Wallace Souza, foi acusado de comandar uma organização criminosa e encomendar a morte de traficantes e usuários de drogas de Manaus para exibir em seu programa de televisão.

Morreu aos 51 anos no Hospital Bandeirantes, em São Paulo, vítima de parada cardíaca, no dia 27 de julho de 2010.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso