ONS diz que mais de 22% da energia do País foi desligada durante apagão

Em Manaus, o apagão causou a interrupção no fornecimento de energia elétrica em todas as zonas da cidade.
21/03/2018 17h32 - Atualizado em 22/03/2018 15h30
Foto: Divulgação

Estados das regiões Norte e Nordeste tiveram queda de energia nesta quarta-feira (21). Interrupções no fornecimento de energia foram registradas em diversas localidades das duas regiões. Nas redes sociais, moradores de estados como Rio Grande do Norte, Bahia, Pernambuco e Sergipe relataram falhas em vários municípios. Na região Norte, a queda de energia atingiu os estados do Tocantins, Amazonas, Pará e Amapá.

A Energisa, concessionária que atende diversos estados, emitiu comunicado oficial informando que “um problema técnico na Usina de Belo Monte [Pará] interrompeu o fornecimento de energia para o Norte, Nordeste e parte do Sudoeste”. Segundo a nota, o Operador Nacional do Sistema (ONS) disse que não há previsão de restabelecimento.

O ONS informou em nota oficial que 22,5% da carga total do Sistema Interligado Nacional foi desligado durante a interrupção do fornecimento de energia elétrica que afetou os municípios das regiões ligados ao Linhão de Tucuruí na tarde desta quarta-feira (21).

“Em consequência da perda de carga, entrou em funcionamento o primeiro estágio do Esquema Regional de Alívio de Carga do Sistema Sul, Sudeste e Centro-Oeste, com corte automático de consumidores, no montante de 4.200MW. Os sistemas Sul, Sudeste e Centro-Oeste ficaram desconectados do Norte e Nordeste”, diz trecho da nota.

Em Manaus, o apagão causou a interrupção no fornecimento de energia elétrica em todas as zonas da cidade. Manacapuru, Iranduba e Presidente Figueiredo foram as outras cidades amazonenses afetadas com o apagão.

Segundo o ONS, por volta de 16h15 (horário de Brasília), a carga nas regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do Brasil estava recomposta.“As equipes do ONS estão neste momento dedicadas à recomposição dos sistemas Norte e Nordeste, já em curso”, afirma o órgão.

O diretor da Eletrobras Amazonas Energia, Marcelo Fadoul, afirmou, mais cedo, que o fornecimento de energia elétrica pelo Linhão do Tucuruí está reestabelecido, mas não há previsão para a normalização total do serviço.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso