Para o Tribunal de Contas do Estado, Alessandra Campelo é ficha suja

A deputada teve as contas reprovadas pelo TCE durante gestão na SEJEL e na SEPROR.
09/03/2018 10h01 - Atualizado em 9/03/2018 15h47
Foto: Reprodução

A deputada Estadual Alessandra Campelo (MDB) pode ficar de fora da eleição deste ano. Ela teve várias contas reprovadas pelo Tribunal de Contas do Estado e já é considerada ficha suja.

Durante sua passagem pela Secretaria de Esporte e Lazer, Alessandra fez convênios com várias entidades que não prestaram contas do dinheiro público recebido.

Em março de 2017, a Controladoria Geral do Estado constatou um desvio de 8,5 milhões de reais durante a gestão de Alessandra Campelo, às vésperas da eleição de 2014. Há suspeita de que o dinheiro foi usado na compra de votos.

A denúncia foi publicada pelo jornal A Crítica.

O dinheiro público foi aplicado em entidades fantasmas, concluiu a CGE.

Esse processo está sob a relataria do conselheiro Júlio Pinheiro.

A REDE TIRADENTES fez um levantamento dos processos contra Alessandra Campelo no TCE. Várias contas foram reprovadas, inclusive algumas estão relacionados com a passagem dela pela Secretaria de Produção Rural.

Alessandra Campelo teve o nome citado no relatório da Polícia Federal como beneficiária das verbas desviadas da Secretaria da Saúde durante a Operação Maus Caminhos.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso