Professores da Seduc planejam paralisação no Amazonas para chamar atenção de Amazonino

O objetivo da categoria é fazer com que o governo do Estado abra diálogo para discutir reajuste salarial.
10/03/2018 15h50 - Atualizado em 12/03/2018 15h09
Foto: Reprodução

Professores da Secretaria de Educação do Estado (Seduc) de vários municípios do Estado cruzarão os braços, incluindo Manaus, em paralisação de advertência na próxima terça-feira, 13. A ação é do Sindicato dos professores e pedagogos de Manaus (Asprom Sindical), e tem como objetivo ‘forçar’ o governador Amazonino Mendes (PDT) abrir negociação com a categoria.

Em pelo menos 12 municípios do Amazonas haverá paralisação as aulas nos três turnos, são eles: Manaus, Parintins, Manacapuru, Itacoatiara, Coari, Anori, Codajás, Humaitá, Tabatinga, São Gabriel da Cachoeira, Tefé e Amaturá.

A paralisação de advertência foi decidida em assembleia geral no dia 24 de fevereiro. E tem como objetivo fazer com que o governo do Estado abra diálogo com a categoria para discutir reajuste salarial, de acordo com a Asprom Sindical.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso