TRE-AM absolve prefeito Arthur da denúncia de omissão de bens

O placar da votação contou com apenas um voto contrário ao prefeito.
08/03/2018 16h34 - Atualizado em 9/03/2018 15h46
Foto: Reprodução

Em julgamento secreto, o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), foi absolvido sumariamente na sessão desta quarta-feira, dia 7, no Tribunal Regional Eleitoral do Amazonas (TRE-AM) da denúncia de omissão de bens nas eleições de 2016.

De acordo com o site BNC o julgamento ocorreu em sigilo porque o processo continha dados fiscais de Arthur e de sua ex-mulher Goreth Garcia. O placar da votação contou com apenas um voto contrário ao prefeito e foi proferido pelo relator do processo, Bartholomeu Júnior.

O Ministério Público Eleitoral denunciou Arthur por falsa declaração de bens com finalidade eleitoral, no registro de sua candidatura nas eleições de 2016.

De acordo com a denúncia, quando formalizou o pedido de registro de candidatura, Arthur Neto declarou patrimônio pessoal de R$ 160.784,29, constituído por um imóvel no valor de R$ 36 mil e aplicações bancárias.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso