Atriz pornô processa ator e diretor por ‘estupro’ em cena não prevista em roteiro original

Ela exige na Justiça indenização de o equivalente a R$ 17 milhões.
11/04/2018 16h19 - Atualizado em 11/04/2018 16h19
Foto: reprodução

Alla Montchak, mais conhecida como a atriz pornô Nikki Benz, está processando o diretor Tony T, o ator Ramon Nomar e a produtora Brazzers por “estupro” e agressão por causa de uma cena não prevista no roteiro original de um filme pornográfico estrelado por ela.

De acordo com o site “TMZ”, Nikki, ucraniana radicada no Canadá, exige na Justiça indenização de o equivalente a R$ 17 milhões. O filme foi rodado em dezembro de 2016, em Los Angeles (Califórnia, EUA).

No processo, a atriz de 36 anos alega que, durante a cena, na qual recebe tapas no rosto e nos seios, chegou a sangrar. Além disso, Nikki relata ter sido vítima de uma técnica de tortura semelhante ao waterboarding (em que é simulado afogamento usando uma toalha encharcada).

“O próprio Tony me sufocou com as mãos. Nunca pensei que a Brazzers permitiria isso”, escreveu a atriz no Twitter.

Tony T e Nomar alegam inocência. A Brazzers chegou a afastar alguns profissionais envolvidos na produção do filme.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso