Passageiros descrevem 22 minutos de pânico em voo no qual mulher morreu ao ser sugada

Muitos acharam que iriam morrer e se despediram de parentes e amigos; jovem comprou Wi-Fi para transmitir vídeo ao vivo.
20/04/2018 17h05 - Atualizado em 20/04/2018 17h05
Foto: Reprodução

Durou 22 minutos o pânico no voo 1380 da Southwest Airlines que terminou com a morte de uma passageira, parcialmente sugada para fora de uma janela quebrada na terça-feira (17). A piloto conseguiu fazer um pouso de emergência em Filadélfia e salvar todas as outras 148 pessoas a bordo.

Após um alto estrondo, o avião começou a chacoalhar violentamente. Um vento atravessou a cabine, e detritos parecidos com neve flutuaram pelo corredor enquanto máscaras de oxigênio caíram do teto. Alguns passageiros se perguntaram se voltariam a abraçar seus filhos novamente e pelo menos um comprou acesso a Wi-Fi enquanto o voo descia rapidamente para que pudesse se despedir de seus parentes.

Uma explosão em um dos motores do Boeing 737 fez com que estilhaços destruíssem parte da aeronave e quebrassem uma das janelas, provocando a morte de Jennifer Riordan, de 43 anos.

A terrível sequência de eventos do voo 1380 despertou atos de bravura entre os passageiros e membros da tripulação e atraiu elogios para a piloto que guiou em segurança o avião danificado a um pouso de emergência no aeroporto de Filadélfia.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso