Pastor é preso suspeito de abuso sexual de duas crianças

Polícia Civil chegou ao suspeito após denúncia da mãe de uma das vítimas. Meninas têm 8 e 9 anos e frequentavam igreja do pastor.
16/04/2018 14h40 - Atualizado em 16/04/2018 17h42
Foto: reprodução

Um pastor suspeito de abusar sexualmente de duas meninas, de 8 e 9 anos foi preso preventivamente na última sexta-feira (13) em Boa Esperança (MG).

A Polícia Civil chegou até o pastor após denúncia da mãe de uma das vítimas. Segundo a polícia, a mãe desconfiou do comportamento de uma das vítimas, amiga da filha. Durante uma conversa, a criança teria se queixado de dores nas partes íntimas. A menina contou que o pastor da igreja que as famílias frequentam teria cometido abusos.

“Esses abusos ocorreram na casa das meninas, na casa do próprio pastor e, inclusive, em uma cachoeira próxima a casa delas. O pastor, que era de confiança da família e das meninas, tocava e acariciava o corpo delas de uma forma ilegal”, afirmou o delegado Alexandre Boaventura Diniz em entrevista.

Ainda segundo a Polícia Civil, as investigações apontam que mais crianças podem ter sido vítimas do pastor e o caso pode ter começado há mais tempo. “A mãe de uma delas nos contou o fato de que há dois anos ela desconfiava de que o pastor já tinha praticado algum abuso. Mas como ela não tinha certeza, a dúvida prevaleceu e aí ela não acionou a polícia, acreditando na boa fé dele”, explica o delegado.

“Como essas crianças conviviam muito com o pastor, frequentavam a igreja dele, frequentavam a casa dele, é até difícil precisar [o tempo dos abusos]”.

O delegado ainda afirma que o inquérito do caso foi concluído menos de uma semana após a denúncia. E a conclusão levou à prisão preventiva do pastor. Segundo a Polícia Civil, alguns familiares do suspeito teriam ameaçado as famílias vítimas.

O pastor foi levado ao presídio da cidade e, agora, deve responder ao processo por abuso sexual na prisão.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso