David Almeida propõe transformar ‘Eduardinho’ em terminal rodoviário

Na visão do deputado, a posição geográfica do aeroporto, facilitaria o acesso dos moradores de municípios localizados na região do baixo Amazonas.
15/05/2018 14h40 - Atualizado em 16/05/2018 16h34
Foto: divulgação

Transformar o Terminal 2 do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, mais conhecido como “Eduardinho”, Tarumã, Zona Oeste, em terminal rodoviário de Manaus. Essa foi a proposta apresentada pelo presidente da Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), deputado David Almeida (PSB) durante visita ao superintendente do aeroporto, Abibe Ferreira.

David frisou que a ideia, apesar de embrionária, precisa passar pelo crivo da Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero), mas que, feitos os encaminhamentos, o novo terminal rodoviário ajudaria a desafogar o trânsito onde está instalada a rodoviária, no bairro de Flores, Zona Centro-Sul.

Na visão de David, a posição geográfica do Eduardinho, facilitaria o acesso dos moradores de municípios localizados na região do baixo Amazonas, que chegam a Manaus pela rodovia AM-010 e a BR-174, com acesso pela Torquato Tapajós e estrada do aeroporto. A mudança também resultaria em acesso mais rápido para quem chega à capital pela rodovia AM-070.

“A proposta é embrionária, mas é possível. Entendemos que mudar a rodoviária do local atual e aproveitar o espaço desativado do Eduardinho, vai trazer fluidez para o trânsito da cidade, além de oferecer melhor atendimento e serviços aos nossos amigos que chegam do interior pelas estradas”, explicou.

Acompanhado do deputado Francisco Souza (Podemos), presidente da Comissão de Turismo e Empreendedorismo da Aleam, e de Abibe, David conheceu as instalações do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, que depois da conclusão da reforma, passou a contar com hotel e ala superior com diversos restaurantes, serviço de atendimento médico e posto da Polícia Federal para a retirada de passaporte.

Desativado
O Aeroporto Eduardinho, construído para atender os voos do interior do Estado, está desativado desde fevereiro deste ano. A baixa rotatividade e o alto custo da reforma e ampliação, realizada em 2014, foram os principais motivos apresentados pela Empresa Brasileira de Infraestrutura Aeroportuária (Infraero).
David emitirá uma demanda com a proposta para a Infraero, em Brasília, com cópia para o superintendente do Aeroporto Internacional Eduardo Gomes, para dar continuidade a proposta de transformar o Eduardinho num terminal rodoviário, ao mesmo tempo em que ele também se torne um ponto de operações comerciais diversas, como restaurantes, lojas e até mesmo com locadoras de carros.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso