Governo gasta R$ 17 milhões com publicidade enquanto saúde do Estado vive caos

População está sendo prejudicada pela falta de assistência do governo enquanto que em publicidade foram gastos R$ 17, 1 milhões.
04/05/2018 18h05 - Atualizado em 5/05/2018 11h07
Foto: reprodução

Redação AM POST

No primeiro quadrimestre deste ano eleitoral o governador do Amazonas, Amazonino Mendes, deixou evidente que sua maior preocupação é promover uma imagem positiva de seu governo para uma possível reeleição do que solucionar os problemas básicos do Estado como os da saúde.

Nesse período foram pagos R$ 17, 1 milhões em publicidade o que representa 100% a mais do valor gasto no mesmo período do ano passado quando o Estado estava em outra gestão. Amazonino investiu R$ 16, 8 milhões com o Hospital e Pronto Socorro 28 de Agosto e R$ 13,5 milhões com o Hospital e Pronto Socorro João Lúcio.

De acordo com o Portal da Transparência nos primeiros quatro meses de 2018 foram pagos a Secretaria de Comunicação (Secom) os valores de R$ 386,1 mil em janeiro; R$ 4,7 milhões em fevereiro; R$ 5,7 milhões em março e R$ 6,2 milhões referente a abril.

No mês de março, o Conselho Regional de Medicina do Amazonas (CREM-AM) apresentou, um balanço sobre a real situação alarmante que se encontram os principais hospitais e prontos-socorros públicos na capital e no interior do Estado. De acordo com o órgão a população está sendo prejudicada pela falta de assistência do governo e itens essenciais para o atendimento estão em falta nas unidades.

Segundo o presidente do CREM-AM, José Bernardes Sobrinho, o governo do Estado não tem dado atenção necessária para os pacientes que necessitam de atendimento.

Conforme a fiscalização feita pelo CREM-AM em hospitais, há ainda a falta de leitos para pacientes. Em casos comentados pelo presidente, as pessoas que deveriam estar acomodadas, ficam em cadeiras e poltronas das unidades.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso