Mais de 120 benefícios de seguro-desemprego são bloqueados no Amazonas em razão de fraudes

Fraudes foram detectadas por sistema implantado em dezembro de 2016.
04/05/2018 15h17 - Atualizado em 5/05/2018 11h07
Foto: Reprodução

Ministério do Trabalho bloqueou 129 seguros-desemprego entre dezembro de 2016 e março de 2018 no Amazonas. Os benefícios foram bloqueados por suspeita de fraudes e evitaram que R$ 654.296 fossem pagos irregularmente. Quase R$ 1 bilhão foi bloqueado do seguro-desemprego em todo país.

Segundo o Ministério do Trabalho, o Sistema de Detecção e Prevenção à Fraude no Seguro-Desemprego (Antifraude) implantado em dezembro de 2016 gerou economia de quase R$ 1 bilhão aos cofres públicos até o final de março de 2018. Foram mais de 61 mil requerimentos bloqueados. São R$ 302 milhões em fraudes bloqueadas em todo o Brasil.

A economia total é de R$ 953.795.549,00 até agora, inclui a soma de R$ 301.901.564,00 em fraudes já bloqueadas e R$ 651.893.985,00 em ilícitos previstos. No primeiro caso, a fraude já ocorreu, mas houve a suspensão do pagamento de parcelas previstas. Já no segundo caso são consideradas fraudes evitadas desde o início do projeto, além de uma projeção da Coordenação do Seguro-Desemprego de ilícitos que seriam cometidos nos próximos 12 meses, mas que foram impedidos com o uso da tecnologia.

O Ministério informou que o sistema Antifraude é uma solução avançada de análise, que utiliza tecnologia de ponta para colher dados, informações e conhecimentos, subsidiando o processo de detecção de indícios de fraudes.

Os dados coletados pelo Ministério do Trabalho mostram que no segundo semestre de 2016 o número de fraudes em requerimentos do benefício para Emprego Formal era crescente, chegando a quase 3,5 mil ocorrências por mês em novembro daquele ano – entre casos suspeitos e consolidados. Um mês depois de o sistema ser implantado, esses números começaram a declinar, chegando a menos de mil em abril de 2017.

Fonte: G1


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso