“Não foi decidido nada”, diz líder dos rodoviários após longa reunião com Sinetram e Prefeitura

Caso a classe não aceite a contraproposta do Sinetram apenas 30% da frota de ônibus vai às ruas neste sábado (2).
01/06/2018 17h47 - Atualizado em 4/06/2018 15h34

Foto: Divulgação


Natan Gaia – Redação AM POST

Após uma reunião de cerca de cinco horas o presidente do Sindicato dos Trabalhadores em Transporte Rodoviário e Urbano Coletivo de Manaus e no Amazonas (STTRM), Givancir Oliveira, destacou que “Não foi decidido nada” e que a greve dos ônibus continua nesta sexta-feira (1º). A contraproposta oferecida na reunião foi um reajuste de 1,5%.

“A greve segue hoje. Assim que sair daqui, vou para as garagens me reunir com a classe e repassar a proposta do Sinetram. Se aceitarem, nós paramos. Senão, a greve segue”, acrescentou Givancir.

Participaram da reunião representantes do Sindicato das Empresas de Transporte de Passageiros do Amazonas (SINETRAM), Prefeitura de Manaus e o Ministério Público do Trabalho (MPT).

Na manhã de hoje os ônibus que circulavam na cidade foram recolhidos às garagens e houve paralisação de 100% da frota. Segundo Givancir caso a classe não aceite a proposta do Sinetram apenas 30% da frota de ônibus vai às ruas neste sábado (2).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Facebook

Economia

Contato Termos de uso