Por determinação do TSE, apresentadores candidatos devem deixar programas de rádio e TV

O descumprimento pode acarretar em pagamento de multa e até a cassação da candidatura.
30/06/2018 16h16 - Atualizado em 2/07/2018 15h53
Foto: Reprodução

Redação AM POST

Os pré-candidatos que tenham interesse em disputar as eleições de 2018 e são apresentadores, locutores de programas ou comentaristas devem se afastar, a partir deste sábado (30), da grade de programação de emissoras de rádio e TV. A regra é imposta pela legislação eleitoral do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) e o seu descumprimento pode acarretar em pagamento de multa e até a cassação da candidatura.

No Amazonas algumas figuras muito conhecidas pelo grande público já estão se despendido de seus programas diários. Nomes como: a deputada federal Conceição Sampaio (PSDB), o vereador Reizo Castelo Branco (PTB), o vereador e radialista, Álvaro Campelo (PP) e o jornalista Wilson Lima (PSC).

Alguns candidatos acreditam que a popularidade na internet seja mais valiosa e compense a falta de recursos para bancar a campanha e o escasso tempo na propaganda eleitoral gratuita na TV.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso