Alessandra Campelo ameaça ‘dar na cara’ de Dermilson Chagas em discussão

Como falou o que quis Alessandra também ouviu o que não quis e foi lembrada do suposto pagamento de diárias em hotel de luxo em Brasília.
11/07/2018 16h50 - Atualizado em 12/07/2018 17h26
Foto: reprodução

Natan Gaia – Redação AM POST

O líder do governo na Assembleia Legislativa do Estado do Amazonas (Aleam), Dermilson Chagas (PP), e a deputada Alessandra Campelo (MDB) protagonizaram um grande barraco no plenário nesta quarta-feira, 11, que contou até com ameaça de agressão física por parte da parlamentar.

O motivo da briga foram as emendas impositivas que os os deputados de oposição ao governo lutam na Justiça para aplicação de suas indicações, enquanto Dermilson e Belarmino Lins (PP), tiveram as suas empenhadas pelo governo. Baseada nisso Alessandra subiu na tribuna da ALE-AM com ironia e parabenizou os dois parlamentares.

Como falou o que quis a Emedebistas também ouviu o que não quis. Dermilson subiu à tribuna, esclareceu que não havia execução, apenas empenho e também usou de sacarmos em sua fala dizendo que investigações profundas também precisavam ser feitas na Maus Caminhos para saber o que foi feito com o dinheiro em Brasília referindo-se ao suposto pagamento de diárias em hotel de luxo na capital federal para Alessandra e o ex-secretário da Fazenda, Afonso Lobo.

Visivelmente alterada a parlamentar saiu de seu lugar minutos depois com o dedo em riste, exigiu que Dermilson a respeitasse, disse que “daria na cara dele”, que ele era um ‘safado’ e em reposta ele disse que ‘safada’ era ela. A briga foi apartada pelo presidente da ALE-AM, David Almeida (PSB).


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso