Após protestos Amazonino manda suspender aluguel de galpão para presidiários no Tarumã

Moradores do bairro acreditam que a ação do governo trata-se da construção de uma unidade prisional.
07/07/2018 14h36 - Atualizado em 9/07/2018 16h41
Foto: reprodução

Redação AM POST

Vários moradores do bairro Tarumã, zona oeste de Manaus organizaram neste sábado uma manifestação e carreata protestando contra a construção do que, para eles, seria uma unidade prisional.

Após protestos dos moradores o governador do Estado, Amazonino Mendes, determinou que a Secretaria de Estado de Administração Penitenciária (Seap) suspenda as tratativas para aluguel do prédio.

O governo do Estado alugaria um galpão na área que seria usado para implantação do projeto de um centro de treinamento e capacitação de pessoas que cumprem pena no regime semiaberto e que estão em processo de reinserção social. Durante a semana a Seap negou a existência de um projeto para implantar um regime semiaberto no bairro.

.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso