Bolsonaro cresce em pesquisa e mantém liderança sem Lula

O presidenciável aumentou um ponto, dentro da margem de erro, em todos os cenários da primeira rodada.
06/07/2018 16h49 - Atualizado em 6/07/2018 16h49
Foto: Reprodução

O pré-candidato a prescindência da República, Jair Bolsonaro, continua sendo o líder em todos os três cenários em que Lula não é considerado. Ele aumentou um ponto, dentro da margem de erro, em todos os cenários da primeira rodada. Nos cenários da segunda rodada, Bolsonaro está tecnicamente ligado a Lula (33% a 39%), Geraldo Alckmin (34% a 32%), Marina Silva (33% a 36%) e Ciro Gomes (34% a 31%).

Outros candidatos tiveram pouca ou nenhuma mudança nos cenários da primeira rodada e da segunda rodada.

O eleitorado foi perguntado como eles se informaram sobre a eleição. A TV foi mais citada (35%), à frente da Internet e das mídias sociais (20%). Os eleitores de Jair Bolsonaro são os mais influenciados pela internet e mídias sociais (30%). Os eleitores de Ciro Gomes e Marina Silva são os mais influenciados pela TV (44% e 43%), um problema para ela, já que não se espera que ela tenha muito tempo para fazer campanha na televisão.

49% dos eleitores declararam ter decidido em 2014, após o início da campanha, 10% após o início dos programas eleitorais, 8% nos dias anteriores às eleições, 19% após o último debate e 13% no dia das eleições. 41% declararam que decidiram antes do início da campanha.

O eleitorado foi novamente perguntado sobre qual seria a segunda escolha se eles não pudessem votar no candidato escolhido. Os eleitores de Jair Bolsonaro continuam sendo os menos propensos a votar em outros candidatos – 62% deles dizem que votariam em branco, nulos ou não sabem. Esta taxa foi de 50% na semana passada.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso