Bombeiros pretendem denunciar convocação para estarem no lançamento da candidatura de Amazonino

Gravação enviada em grupo de Whatsapp evidencia troca de favores por Amazonino ter concedido “cursos e promoções aos militares”
31/07/2018 15h47 - Atualizado em 1/08/2018 16h19
Foto: Divulgação

Redação AM POST

Funcionários do Corpo de Bombeiros Militar do Estado do Amazonas foram intimados por áudio enviado em grupos de Whatsapp a participarem da convenção do PDT ocorrida no último domingo (29), no Centro de Convenções Dulcilas, no bairro Ponta Negra, zona Oeste de Manaus, com frase que evidencia apoiar lançamento da candidatura do governador à reeleição.

Segundo os funcionários que estavam de plantão no dia da convenção a intenção é levar o caso ao Ministério Público Eleitoral (MPE) por descumprimento do parágrafo III do Art. 73 da Lei 9.504/97 (Lei das Eleições) que prevê a proibição ao agente público que estiver concorrendo ao cargo eletivo usar servidores em comitês de campanha eleitoral de candidato, partido político ou coligação, durante o horário de expediente normal.

O autor da gravação se identifica como coronel Mauro Marcelo Lima Freire, comandante-geral, que faz uma intimação velada aos servidores evidenciando em sua fala que o partido é do governador que foi quem “os apoiou” e concedeu, segundo ele, os “cursos e promoções aos militares” dando a entender que se trata de uma troca de favores.

O áudio atribuído ao comandante-geral mostra que ele promete estar no local para conferir a presença dos subordinados. “Eu estarei lá e ficarei muito feliz em ver os senhores ombreados e lado a lado com o governador”.

Assim como o ex-governador cassado, , fez em outubro de 2014 Amazonino pode estar usando a máquina pública e o poder público para ganhar as eleições.

Ouça áudio:


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso