Delegado Gustavo Sotero diz que foi agredido e que “reagiu em legítima defesa” ao matar advogado

Os advogados do delgado agora trabalham em cima de novo pedido de revogação de prisão.
18/07/2018 18h47 - Atualizado em 19/07/2018 15h37
Foto: Reprodução

Redação AM POST

O delegado Gustavo Sotero falou pela primeira vez com a imprensa nesta quarta-feira (18), no fim do terceiro dia de audiência de instrução, e disse que foi agredido com um “soco violento” e “reagiu em legítima defesa”. Ele foi preso e responde pela acusação de matar o advogado Wilson Justo Filho, no Porão do Alemão, em novembro de 2017.

“Eu levei uma agressão violenta, um soco violento, e reagi a essa justa agressão em legítima defesa”, disse Sotero.

A defesa do réu alega que, ao ser agredido dentro da casa de festas, ele se identificou como policial antes de disparar os tiros. Para o advogado Carlos Dalledone, o delegado, ao sacar a arma, usou a “sua delegação de poder de polícia”.

Os advogados do delgado agora trabalham em cima de novo pedido de revogação de prisão, baseado na premissa de que não há mais motivos para que Sotero siga preso.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso