Deputados aprovam CPI para investigar compras sem licitação do governo Amazonino

A justificativa para insaturar a CPI é que em 280 dias do governo tampão de Amazonino foram gastos R$ 289, 9 milhões em 301 dispensas de licitação.
11/07/2018 17h21 - Atualizado em 12/07/2018 17h26
Foto: divulgação

Redação AM POST

Oito deputados da Assembleia Legislativa do Estado (ALE-AM) assinaram lista nesta quarta-feira (11), para abertura de uma Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que vai investigar compras e prestação de serviços no Governo do Amazonas com dispensas de licitação.

A justificativa para insaturar a CPI é que em 280 dias do governo tampão de Amazonino foram gastos R$ 289, 9 milhões em 301 dispensas de licitação.

Entre os parlamentares que pediram a investigação nas contas do Estado estão o presidente da ALE-AM, David Almeida (PSB), Platiny Soares, do mesmo partido de David, Serafim Corrêa (PSB), Luiz Castro (Rede), José Ricardo (PT), Abdala Fraxe (Podemos), Francisco Souza (Podemos) e Sabá Reis (PR), que propôs a CPI.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso