Mulher “morta” é encontrada viva em necrotério

Ela era uma das muitas vítimas de um acidente de trânsito.
04/07/2018 17h04 - Atualizado em 4/07/2018 17h04
Foto: Reprodução

Um necrotério de Carletonville, no nordeste da África do Sul, descobriu que uma mulher que tinha sido declarada morta após um acidente de trânsito estava viva poucos instantes antes de colocá-la em uma câmara frigorífica, informam segunda-feira veículos de imprensa locais.

A mulher, que agora se recupera dos ferimentos em um hospital, tinha sido dada como morta no dia 24 de junho pelos paramédicos da ambulância, fretada pelo serviço Distress Alert, que a transportou do local onde sofreu o acidente, no qual morreram várias pessoas.

Um funcionário do necrotério se aproximou a ela para terminar de preencher formulários e se deu conta de que ainda respirava.

O gerente do Distress Alert, Gerrit Bradnick, confirmou a história, embora tenha afirmado que “não há nenhuma prova de negligência alguma por parte da nossa equipe”.

“Isso não aconteceu porque nossos paramédicos não são bem treinados”, disse Bradnick antes de acrescebtar que “a equipe usada para comprovar se uma pessoa está viva não encontrou nenhum sinal de vida na mulher”.

As autoridades da região de Gauteng, onde aconteceu o acidente, iniciaram uma investigação para esclarecer o caso.

Esta não é a primeira vez que acontece algo similar na África do Sul, já que, há dois anos, os familiares que iam reconhecer o corpo de um homem que tinha sido declarado morto no dia anterior descobriram que ele ainda respirava.

No entanto, naquela ocasião, o homem acabou morrendo cinco horas depois de darem conta de que continuava vivo.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso