Nego do Borel explica foto polêmica ao lado de Jair Bolsonaro

O cantor foi acusado de “oportunismo” por alguns ativistas LGBT.
11/07/2018 17h51 - Atualizado em 11/07/2018 17h51
Foto: reprodução

Após a repercussão negativa de seu novo videoclipe “Me Solta”, o cantor Nego do Borel se manifestou rebatendo as acusações de “oportunista” e aproveitou para explicar a polêmica de uma foto em que aparece ao lado do candidato à presidência da república Jair Bolsonaro (PSL-RJ), e de um dos filhos dele, Flávio Bolsonaro.

“Eu não apoio o Bolsonaro. Esta foto foi tirada em um jantar que eu estava também, a pedido do filho dele. Não costumo negar a tirar fotos com ninguém”, afirmou o artista.

https://www.youtube.com/watch?v=FY3m6hMyh3g[/embe]

Sobre o beijo gay, que não foi bem aceito por parte da comunidade LGBT, justamente por causa do suposto apoio ao candidato do PSL, Nego do Borel contou que “quis mostrar que as pessoas podem se soltar, beijar, transar, amar quem elas quiserem”.

“Quando eu decidi fazer esse clipe, sabia que poderia ser algo polêmico, mas fui em frente. A Nega da Borelli [seu alter ego feminino] é uma personagem que, pra mim, representar a liberdade de ser quem sou”, falou ao Extra.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso