PDT diz que aliança com Arthur Neto está impossibilitada de acontecer

A sigla de Amazonino afirmou que a parceria entre os dois se se confirmará apenas se a direção nacional do partido solicitar.
17/07/2018 17h39 - Atualizado em 18/07/2018 15h13
Foto: reprodução

Natan Gaia – Redação AM POST

O presidente estadual da PDT, deputado federal , divulgou por meio de nota que o governador (PDT), não poderá firmar aliança com com o prefeito de Manaus, Arthur Neto (PSDB), nas eleições deste ano por questões partidárias. A única possibilidade de confirmação do casamento entre os políticos é por solicitação da Direção Nacional da sigla.

A parceria entre os dois vem sendo cogitada desde o início de julho e foi sinalizada na cerimonia de homenagem aos 40 anos de vida política do tucano, promovida pelo Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) na noite da última sexta-feira (13).

O PSDB, se confirmada a aliança com o PDT, deve lançar o vice de Amazonino e isso, segundo a nota, é o que desagrada o PDT. “O PDT terá candidatura própria ao governo do estado, descartando qualquer possibilidade de apresentar candidatura ao cargo de vice-governador em qualquer chapa ou coligação”, diz trecho da nota.

A legenda apresenta atualmente dois pré-candidatos para concorrer ao cargo majoritário, Carlos Fernandes, ​indicação do Movimento Sindical do partido e Madalena Silva, ​indicação do Movimento de Mulheres.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso