Wallace Souza será interpretado por Guilherme Fontes em série da TV a cabo

Na trama, Fontes interpreta um carismático e ambicioso apresentador de programa policial. Sua trajetória será marcada por violência e mortes.
10/07/2018 15h26 - Atualizado em 11/07/2018 16h19
Foto: reprodução

O canal por assinatura Space estreará no dia 13 de agosto, às 22h30, com episódio duplo e sem intervalos comerciais, a série “Pacto de Sangue”. A produção é inspirada no ex-deputado do Amazonas, jornalista Wallace Souza, que é interpretado pelo ator Guilherme Fontes. Souza, que era apresentador de um programa de fatos policiais, ficou conhecido por encomendar assassinatos para exibi-los em seu programa, o ‘Canal Livre’. Em 2008, ele, os irmãos e o filho foram denunciados.

Na série, a história se passa em Belém e não em Manaus, e o nome do personagem é fictício. Na trama, Fontes interpreta Silas Campello, um carismático e ambicioso apresentador de um programa policial de uma pequena emissora de TV. A série irá mostrar a transformação de Silas em uma das figuras públicas mais polêmicas e poderosas da cidade. A sua trajetória será marcada por violência e mortes.

‘Pacto de Sangue’ irá abordar temas polêmicos e pesados com cenas fortes, como o tráfico de pessoas, turismo espiritual, prostituição e rituais com drogas.

Criada pelo argentino Patrício Veja, a série, que também conta com a participação de Mel Lisboa, foi produzida pelo canal estrangeiro.

Trajetória
Wallace Souza morreu no dia 27 de julho de 2010, depois de ficar internado desde 18 de março daquele ano, vítima de parada cardíaca. Na época, ele tinha 51 anos de idade. O ex-parlamentar sofria de ascite refratária (acúmulo de líquido no interior do abdômen) decorrente da síndrome de Budd Chiari, uma doença no fígado.

O ex-politico foi cassado no final de 2009 e expulso do PP ao ser acusado pela Polícia Civil de mandar matar traficantes de drogas para aumentar a audiência de seu programa de TV. Ele foi preso em outubro daquele ano. O ex-deputado sempre se declarou inocente.

A suspeita de envolvimento de Souza no caso surgiu com a prisão, em 2008, do ex-policial militar Moacir Jorge Pereira da Costa, o ‘Moa’, que denunciou a existência de uma quadrilha comandada por Wallace Souza e seu filho, Raphael Souza, também preso.

A quadrilha estaria envolvida na morte de traficantes e as ordens para as execuções, segundo denúncia do Ministério Público do Amazonas (MP-AM), tinham a anuência do parlamentar. Souza, segundo o MP-AM, enviava equipes de seu programa de TV para ‘cobrir’ os assassinatos. Para a polícia, Souza se beneficiava duplamente das mortes: aumentava a audiência de seu programa de TV e eliminava inimigos na disputa pelo controle do tráfico de drogas em Manaus.

A emissora inglesa BBC também produz documentário sobre o caso Wallace. A TV britânica busca desvendar se as denúncias eram realmente verdadeiras.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso