Delegado da operação Maus Caminhos apoiado por Bolsonaro promete combate à corrupção se eleito

Pablo Oliva lançou sua candidatura no início de Julho com apoio e pelo partido do presidenciável, Jair Bolsonaro (PSL).
02/08/2018 16h52 - Atualizado em 3/08/2018 14h01
Foto: reprodução

Redação AM POST

O pré-candidatura a deputado federal, Pablo Oliva (PSL), que também atuou como delgado na Operação Maus Caminhos, apurando desvios de verba e fraudes na Saúde do Amazonas, revelou em entrevista concedida ao portal A Notícia do AM que seu principal objetivo se eleito é combater à corrupção na Câmara Federal e atuar em favor do povo.

É preciso um trabalho enérgico em cima do desvio, do roubo mesmo, dos recursos públicos. Estou saindo candidato porque trabalhei mais de dez anos Polícia Federal, inclusive contra a corrupção e políticos corruptos. E vi que se eu não trabalhasse para que eles fossem substituídos, daqui a três, quatro anos, eu estaria fazendo novas operações e novas prisões” disse.

Segundo o delgado o problema do país não está política e sim nos políticos. “Existe uma questão até triste, dos brasileiros, que é achar que a política é o problema. O problema não está na política. O problema está nos políticos. A política é muito bonita. É a maneira que você tem de governar com a democracia. O problema são as pessoas que entram lá. Elas subvertem a lógica“, pontuou.

Pablo Oliva lançou sua candidatura no início de Julho com apoio e pelo partido do presidenciável, Jair Bolsonaro (PSL), e sobre as críticas e ataques que o deputado vem sofrendo o delgado afirma que por estar em evidencia é comum que o político seja alvo de pedradas.

Todos os grandes líderes do mundo passaram por isso. E até as menores pessoas, quando começam a gerar um pouco de luz, ou subir a algum lugar que seja um pouco mais alto, elas viram alvo de pedradas. Então, o nosso futuro presidente da República não vai escapar disso. Chamaram de homofóbico porque ele defende a família. Ou de racista porque ele defende a igualdade das pessoas, a igualdade de oportunidades. É apenas uma forma de discurso. Quando não se pode mudar fatos, tenta-se mudar argumentos“, defende.

Questionado sobre discordância com os posicionamentos do presidenciável Pablo revela que não existe candidato perfeito. “Existem posições às vezes que são mais polêmicas do que as outras, mas eu posso lhe dizer, com muita tranquilidade, que o deputado Jair Bolsonaro é o que o Brasil precisa para 2018, para presidente da República“, disse.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso