Fachin autoriza deputada Cristiane Brasil a visitar Roberto Jefferson no Dia dos Pais

Investigada em operação da PF, deputada está proibida de ter contato com outros investigados, entre eles o pai.
11/08/2018 15h17 - Atualizado em 13/08/2018 16h23
Foto: Reprodução

Alex Rodrigues – Agência Brasil

O ministro Edson Fachin, do Supremo Tribunal Federal (STF), autorizou a deputada federal Cristiane Brasil (PTB-RJ) a visitar seu pai, o presidente do PTB, Roberto Jefferson, neste domingo (12) Dia dos Pais. A deputada está proibida de manter contato com outros investigados, entre os quais Jefferson.

Pai e filha são investigados no âmbito da Operação Registro Espúrio, cuja terceira fase foi deflagrada pela Polícia Federal (PF) no começo de julho deste ano, para aprofundar a apuração de suspeitas de fraudes na concessão de registros sindicais pelo Ministério do Trabalho, pasta que há tempos é comandada pelo partido. A terceira fase da operação levou o então ministro do Trabalho, Helton Yomura, a pedir exoneração do cargo.

O pedido para visitar o deputado federal cassado neste Dia dos Pais foi protocolado pela defesa da parlamentar que, a exemplo de outros investigados, está proibida de se reunir ou conversar com outros suspeitos, bem como com servidores do Ministério do Trabalho.

No mês passado, Fachin já tinha autorizado Cristiane Brasil a participar da reunião da executiva nacional do PTB, que aconteceu no dia 18. O ministro, no entanto, estabeleceu que, mesmo durante o evento partidário, a deputada deveria observar todas as demais restrições impostas por ordem cautelar.

Na ocasião, Fachin também exigiu que a congressista entregasse um relatório escrito documentando tudo o que fez durante a reunião, além de uma declaração de que não manteve conversas particulares nem encontros reservados com os demais investigados no Inquérito 4.671.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso