Marcos Rotta consegue licença do cargo de vice-prefeito para virar secretário de Amazonino

Rotta rompeu com o PSDB de Arthur Neto e agora aliou-se ao governador, Amazonino Mendes.
13/08/2018 16h46 - Atualizado em 14/08/2018 18h34
Foto: reprodução/internet

A Câmara Municipal de Manaus (CMM) promulgou, nesta segunda-feira (13), durante pauta extraordinária, o Projeto de Decreto Legislativo (PDL) da Mesa Diretora que autoriza o vice-prefeito de Manaus, Marcos Rotta, a licenciar-se do cargo, até 31 de dezembro de 2018, para assumir a Secretaria de Estado da Região Metropolitana de Manaus (SRMM). O decreto legislativo, aprovado em regime de urgência, deverá ser publicado nesta terça-feira (14), no Diário Eletrônico da CMM.

Segundo o presidente da Casa, vereador Wilker Barreto (PHS), a Constituição do Estado do Amazonas, no 1º artigo, permite que ocupantes de cargo de vice-prefeito de qualquer município integrante do Estado do Amazonas exerça cargo de Secretário de Estado.

“É constitucional. O Decreto Legislativo passa pela Câmara, o vice-prefeito não renuncia, apenas pede a licença do mandato. Tratamos com celeridade este projeto, porque Manaus precisa, e tivemos apoio de todos os vereadores”, explicou, Barreto.

Antes de ser aprovado, o projeto foi analisado pela Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR), durante reunião extraordinária, o qual recebeu parecer favorável e aprovado no plenário da Casa Legislativa.

Rotta oficializou na última terça-feira (7) sua desfiliação do Partido da Social Democracia Brasileira (PSDB) onde esteve por 13 meses por, segundo ele, ter se decepcionado “com a forma de como as coisas se desenrolaram dentro do partido”.

Como novo rumo ele se aliou ao governador, Amazonino Mendes (PDT) e o primeiro resultado do conchavo entre os dois foi angariar esta secretaria para o vice-prefeito.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso