Hamilton vence em Singapura e aumenta vantagem sobre Vettel no Mundial de F-1

Luis Hamilton ampliar em 10 pontos a vantagem na liderança do Mundial de pilotos sobre o alemão Sebastian Vettel, que chegou em terceiro.
17/09/2018 08h51 - Atualizado em 17/09/2018 11h53

Com uma performance dominante no circuito de rua de Marina Bay desde o treino de classificação, o britânico Lewis Hamilton venceu neste domingo o Grande Prêmio de Singapura de Fórmula 1.

O piloto da Mercedes chegou assim à 69ª vitória de sua carreira na categoria e à quarta nesta prova noturna, além de consolidar a arrancada rumo ao pentacampeonato, ganhando quatro das últimas cinco corridas.

Hamilton chegou a 281 pontos na classificação do campeonato, contra 241 de Vettel, que devido à performance da Ferrari nos treinos livres despontava como grande favorito à vitória em Singapura, mas agora vê o sonho de conquistar seu quinto título na Fórmula 1 cada vez mais distante.

O segundo colocado na prova foi Max Verstappen, da Red Bull, o que manteve as três primeiras colocações idênticas às do treino classificatório. Apesar de uma estratégia de Vettel de antecipar as trocas de pneus, o holandês conseguiu terminar à frente do alemão.

O finlandês Valtteri Bottas, da Mercedes, chegou em quarto, seguido pelo compatriota Kimi Raikkonen, da Ferrari. O australiano Daniel Ricciardo, da Red Bull, foi o sexto colocado.

Completaram o top-10 os espanhóis Fernando Alonso (McLaren) e Carlos Sainz (Renault), na sétima e oitava posições, respectivamente. Na sequência vieram o monegasco Charles Leclerc (Sauber) e o alemão Nico Hülkenberg.

Hamilton colocou as mãos na vitória já na largada, quando conseguiu se desvencilhar de Verstappen e Vettel nos primeiros metros do circuito. O tetracampeão alemão chegou a passar o holandês na pista, pouco antes da entrada do safety-car devido a uma batida envolvendo os dois pilotos da Force India: o mexicano Sergio Pérez tirou o francês Esteban Ocon da prova na segunda curva.

No entanto, a Ferrari não rendia como o esperado, e Vettel não conseguia se aproximar de Hamilton, que liderava com folga. A escuderia então decidiu arriscar, chamou o alemão para os boxes para colocar pneus mais macios e tentar dar velocidade ao carro.

A estratégia acabou se mostrando equivocada. Vettel voltou atrás de Pérez, não conseguiu ultrapassar o mexicano e perdeu segundos preciosos. Verstappen foi aos boxes e voltou poucos metros na frente do adversário, que até tentou passá-lo na saída do pit-stop, mas não teve sucesso.

Com o pódio praticamente definido, a corrida só foi ter emoção perto do fim. Já colocando volta nos pilotos mais lentos, Hamilton se deparou com Romain Grosjean (Haas) tentando ultrapassar Sergey Sirotkin (Williams). O francês, no entanto, ignorou as bandeiras azuis mostradas aos retardatários e complicou a vida do britânico.

Verstappen aproveitou a lentidão do rival para encostar e quase passar Hamilton, trazendo Vettel consigo. No entanto, o atual líder do Mundial conseguiu segurar a posição e rapidamente voltou a abrir vantagem para ganhar a prova com tranquilidade.

Os pilotos voltam às pistas no próximo dia 30 de setembro, no Autódromo de Sochi, para a disputa do Grande Prêmio da Rússia.

Fonte: EFE


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso