Homem que dizia ter levado 6 mil mulheres para cama morre fazendo sexo com turista

Maurizio Zanfanti, 63 anos teve um ataque cardíaco fulminante na cama com turista de 23.
29/09/2018 17h07 - Atualizado em 29/09/2018 17h08
Foto: Reprodução

O apelido dele era Romeu de Rimini, em referência à província na Itália em que nascera e fizera fama. Maurizio Zanfanti era conhecido como o maior playboy italiano, gabando-se de já ter levado para a cama mais de 6 mil mulheres.

A morte veio na cama. Zanfanti morreu aos 63 anos fazendo sexo com um turista de 23. Ele teve um ataque cardíaco fulminante. Em pânico, a mulher, originária do Leste Europeu, ligou para uma amiga, que chamou uma ambulância. Porém os paramédicos nada puderam fazer.

O italiano dizia que, em apenas um verão, teve relação sexual com 207 mulheres.

Nos jornais italianos, Zanfanti foi reverenciado como um “mito” e um “símbolo da Riviera”. Uma publicação chegou a dizer que o playboy “morreu como queria”.

Zanfanti começou a fama sendo promoter de boates nos anos 1970. Ele era encarregado de recrutar – especialmente nas praias – mulheres bonitas e sensuais para entrarem de graça nas casas noturnas.

Em 2014, Zanfanti chegou a dizer em entrevista que, aos 59 anos, estava se aposentando da vida de playboy.

O prefeito de Rimini disse que a Itália perdeu “uma lenda da noite”.

Fonte: Jornal Extra


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso