PGR encaminha parecer ao STF que concorda com prorrogação de inquérito contra senadora Vanessa

A ministra Rosa Weber, ficou com incumbência de decidir sobre prorrogação do prazo para investigações.
18/09/2018 15h51 - Atualizado em 19/09/2018 13h36
Foto: Reprodução

Redação AM POST*

A ministra Rosa Weber, ficou com incumbência de decidir sobre prorrogação do prazo para investigações do inquérito, no qual é relatora, contra a senadora Vanessa Grazziotin (PCdoB-AM) e seu marido, Eron Bezerra, que é presidente do PCdoB-AM e ex deputado estadual. A Procuradoria-Geral da República (PGR) concordou com a prorrogação por 60 dias do inquérito e encaminhou parecer ao Supremo Tribunal Federal (STF).

As investigações são desdobramento da delação de executivos da Odebrecht. Na delação que prestou à Procuradoria-Geral da República, o ex-executivo da Odebrecht Fernando Reis apontou que Grazziotin teria recebido R$ 1.5 milhão por meio de caixa dois na campanha da senadora para a prefeitura de Manaus em 2012. O marido da senadora, Eron Bezerra, estaria envolvido nas negociações, segundo o delator. Vanessa negou as acusações.

No mês de agosto do ano passado, o Ministério Público Federal (MPF) retirou o nome da senadora Vanessa e Eron da lista de Fachin, que apresentou 108 alvos de inquéritos no âmbito da Operação Lava Jato, e distribuiu a investigação para decisão da ministra Rosa Weber.

*Com informações do Blog do Matheus Leitão – G1


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso