Polícia Civil repudia declarações de Arthur Neto

O prefeito acusou a instituição de auxiliar a campanha do atual governador.
21/10/2018 09h22 - Atualizado em 21/10/2018 09h53
Foto: Reprodução

Em nota enviada à impresa na noite desse sábado (20/10) a cúpula da Polícia Civil do Amazonas, instituição integrante do Sistema de Segurança Pública, reiterou seu compromisso de polícia judiciária para com a sociedade amazonense e em resposta às declarações do prefeito de Manaus, Arthur Virgílio Neto, no qual acusa a instituição de auxiliar a campanha do atual governador, Amazonino Mendes, a Polícia Civil esclarece:

Na sexta-feira (19/10), a instituição deflagrou, em conjunto com a Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência (Seai) e Corregedoria Geral do Sistema de Segurança, em Codajás, a operação “Navalha”, a fim de desarticular um esquema de corrupção e tráfico de drogas naquela localidade. Na ocasião, o narcotraficante Diellisom Weendril Alves Pinheiro, o “Didi”, foi preso com armas e uma quantia de R$ 17 mil, no qual declarou em oitiva que o dinheiro seria utilizado para fins eleitoreiros. Com esse fato novo, todas as provas foram encaminhadas para os órgãos competentes, Polícia Federal e Ministério Público Eleitoral, para que sejam objeto de investigação.

Lamentavelmente, constatou-se ainda que a delegada, Alessandra de Souza Braga, também tinha participação no esquema. Cumprindo nosso papel de polícia judiciária, efetuamos a prisão da servidora.

Segundo o comunicado a Polícia Civil do Amazonas considera irresponsável e leviana, toda e qualquer declaração que coloque em xeque a credibilidade dos policiais envolvidos na operação, que levou aproximadamente 48 horas para execução e finalização.

O comunicado informa que ação foi absolutamente exercida com a confiança e legalidade impostas pelos cargos dos policiais civis que ali cumpriram o honroso papel de polícia judiciária do Estado do Amazonas.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso