Wilker Barreto alerta que criação de Zona de Livre Comércio no Distrito Federal ameaça ZFM

O deputado eleito vislumbra batalhas difíceis pela frente para o modelo Zona Franca de Manaus.
30/10/2018 16h53 - Atualizado em 31/10/2018 12h42
Foto: Divulgação

O presidente da Câmara Municipal de Manaus (CMM), vereador Wilker Barreto (PHS), vislumbra batalhas difíceis pela frente para o modelo Zona Franca de Manaus, diante da intenção manifestada pelo governador eleito do Distrito Federal, Ibaneis Rocha (MDB), de negociar com o governo federal a criação de uma Zona de Livre Comércio no Distrito Federal. Deputado estadual eleito no pleito deste ano, Wilker Barreto já começa a mobilizar as lideranças políticas do estado para evitar que o principal modelo econômico do estado seja prejudicado.

“Já é o anúncio, o presságio de tempos difíceis para nossa economia. De enfrentamento jurídico para defender a nossa Zona Franca”, disse Barreto em pronunciamento feito na segunda-feira (29/10) no plenário da CMM, e, mais tarde repetiu, em reuniões com lideranças políticas, comunitárias, vereadores e deputados estaduais e federais do Amazonas, na sede do Partido Humanista.

Wilker Barreto disse ter informações de que o governador eleito do DF, Ibaneis Rocha, já se reuniu com o presidente da República Michel Temer (MDB) e que, posteriormente, vais se reunir com o presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL) para solicitar a criação de uma zona de livre comércio no Distrito Federal, para receber mercadorias e vender, principalmente, para o Norte e o Nordeste.

“Nossa bancada e todos os parlamentares da Região Amazônica, beneficiados pelos incentivos da ZFM, precisam estar atentos para não permitir que mais um golpe seja desferido contra o nosso principal modelo econômico. A instalação de uma zona de livre comércio em Brasília é uma ameaça aos incentivos fiscais e aos empregos do Polo Industrial de Manaus (PIM)”, alerta Wilker Barreto.


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso