Wilson Lima é acusado de comprar votos em Codajás; denúncia será levada ao TRE-AM

O crime eleitoral, já encaminhado à Polícia Federal, veio à tona ontem (19), em operação das forças de segurança do Estado do Amazonas.
20/10/2018 13h12 - Atualizado em 21/10/2018 11h57
Foto: Reprodução

Redação AM POST

A coligação ‘Eu Voto no Amazonas’ irá ajuizar no Tribunal Regional Eleitoral (TRE), na tarde deste sábado (20), uma “notícia criminis” sobre compra de votos no município de Codajás que seria em benefício do candidato do PSC, Wilson Lima. A informação foi divulgada pela chapa por meio de nota enviada a imprensa.

O crime eleitoral, já encaminhado à Polícia Federal, veio à tona ontem (19), em operação das forças de segurança do Estado do Amazonas que culminaram com a prisão da Delegada de Polícia Alessandra Braga acusada de envolvimento com o narcotráfico.

Na ocasião também foi preso Diellisom Weendril Alves Pinheiro, conhecido por ‘Didi’, apontado como o chefe do tráfico de drogas no município.

No Termo de Qualificação e Interrogatório da Secretaria Executiva Adjunta de Inteligência da Secretaria de Segurança do Estado do Amazonas (SSP), ‘Didi’ informa que R$ 12.000,00 (doze mil reais) do montante encontrado com ele fariam parte de uma soma entregue por “Paulo”, de Manaus, para a compra de votos “em favor do candidato Wilson”.

A reportagem do Portal AM POST entrou em contato com a assessoria do candidato do PSC para saber o que ele tem a dizer sobre o caso e foi informada que em breve será enviada nota a imprensa.

*Com informações da Assessoria


*** Se você é a favor de uma imprensa totalmente livre e imparcial, colabore curtindo a nossa página no Facebook e visitando com frequência o AM POST.


Contato Termos de uso